Laudo de Inspeção Predial é com a ACQUALIFE

20 MaIO 2017, 10:30AM
  • Aqualife
  • Informativos

 

Lei Municipal de Fortaleza 9.913 – 2012

A empresa Acqualife Serviços Técnicos LTDA traz para seu condomínio a solução para o Certificado de Inspeção Predial, conforme decreto A Prefeitura Municipal de Fortaleza, através da Lei Municipal 9.913, de 16 de julho de 2012, somado ao Decreto Municipal 13.616 de 2015, estabelece a obrigatoriedade de vistoria técnica, manutenção preventiva e periódica das edificações e equipamentos públicos e privados, para a obtenção do Certificado de Inspeção Predial (CIP). Uma vez emitido, o certificado regulamenta o Condomínio no que diz respeito à manutenção preventiva e periódica em seus elementos estruturais e Instalações, evitando assim, multas por parte da Prefeitura.

Por que realizar a Inspeção Predial?

  • Para não ser autuado e multado pela Prefeitura, podendo o Condomínio ser desapropriado dependendo do seu estado de conservação;
  • Para que cada morador possa ter a tranquilidade que seu condomínio se encontra em perfeitas condições de Habitabilidade no que diz respeito a sua estrutura ou instalações (Check-up completo de sua edificação);
  • Para que o condomínio realize as reformas necessárias apontadas na inspeção de forma preventiva, evitando urgências ou cotas extras elevadas;
  • Aumentar a valorização do seu imóvel para vendas ou locações.

 

Serviços Contemplados pela Acqualife, Completo ou por segmento.

  • Elaboração de Laudo de Inspeção com sua devida Anotação de Responsabilidade Técnica–ART registrada no CREA;
  • Teste de Resistividade do Para-raios com ART do Engenheiro Eletricista;
  • Teste de Estanqueidade do gás com ART;
  • Projeto de Instalação de Combate a Incêndio aprovado pelo Corpo de Bombeiros.

Alguns pontos deverão ser observados:

Estão obrigadas a realizar a vistoria técnica periódica prevista na Lei nº 9.913/2012: as edificações multiresidenciais /residencial multifamiliar, com 03 (três) ou mais pavimentos; as edificações de uso comercial, industrial, institucional, educacional, recreativo, religioso e de uso misto; as edificações de uso coletivo, públicas ou privadas; as edificações de qualquer uso, desde que representem perigo à coletividade.
A realização das vistorias técnicas deverão observar as seguintes periodicidades conforme tabela abaixo:

 

IDADE DO IMÓVEL

PERIODICIDADE DA INSPEÇÃO

Imóveis entre 5 e 20 anos

A cada 5 anos

Imóveis entre 21 e 30 anos

A cada 3 anos

Imóveis entre 31 e 50 anos

A cada 2 anos

Imóveis com mais de 50 anos

Anualmente